FOCUSMSN | MUSIC & SPORT NEWS

Em Portugal, Porsche C6 Bank Endurance Challenge inicia campeonato mais internacional da história

Em Portugal, Porsche C6 Bank Endurance Challenge inicia campeonato mais internacional da história

|

Campeonato de provas de longa distância começa com corrida de 300 km no tradicional Autódromo do Estoril no sábado, dia 22 de junho

O campeonato mais internacional da História do Porsche C6 Bank Endurance Challenge vai começar na Europa, mais precisamente em Portugal. O Autódromo Fernanda Pires da Silva, conhecido popularmente como Autódromo do Estoril, distante 31 km da capital Lisboa, será o palco da primeira etapa do campeonato de longa distância da categoria na temporada 2024 no sábado, dia 22 de junho, com uma prova de 300 quilômetros ou 2h30min de duração máxima no traçado de 4.182 metros e 13 curvas.

Sucesso desde a primeira corrida de longa duração em 2015, o Endurance Challenge se consolidou pela competitividade e intercâmbio entre os talentos regulares da Porsche Cup C6 Bank Mastercard e seus convidados – no melhor estilo Pro-Am dos grandes eventos de endurance do mundo.

E neste ano, o campeonato terá o diferencial de duas provas no exterior: além do Estoril, em Portugal, o moderno Autódromo de Termas de Río Hondo, na Argentina, vai receber a categoria no fim de setembro.

No total, são 14 etapas internacionais na história da Porsche Cup C6 Bank. Portugal já recebeu seis eventos: quatro no Estoril (2011, 2012, 2014 e 2019) e dois em Portimão (2012 e 2013).

Ja a Argentina voltou a receber a categoria no ano passado, após cinco anos de ausência. Antes, o país da América do Sul sediou corridas em Buenos Aires (2010, 2011 e 2017) e em Termas (2016, 2017, 2022 e 2023). O outro país a receber um evento dos carros de competição mais produzidos no planeta foi a Espanha, no Circuit de Barcelona-Catalunya, em 2013.

O regulamento permanece o mesmo do ano passado. A prova será dividida em dois segmentos, com 40% dos pontos conferidos às equipes que tiverem percorrido 75% do segmento inicial e realizado pelo menos um pit stop obrigatório.

No Estoril, a previsão é que a corrida completa tenha 72 voltas – o tamanho do primeiro segmento será divulgado no regulamento particular da prova, no fim de semana do evento.

O piloto com a maior experiência da dupla (B.O.P., Balance of Performance) terá uma limitação de voltas na corrida. Nenhum deles poderá fazer stints seguidos: ou seja, a troca de pilotos será obrigatória em cada um dos pit stop. Cada um deles é categorizado como platina, ouro, prata, bronze ou cobre.

O status de cada competidor é definido por uma intricada combinação de elementos, que considera há quanto tempo o piloto está ou não em atividade, a categoria onde compete regularmente, a categoria onde competiu pela última vez, sua idade, retrospecto em eventos da Porsche Cup C6 Bank, entre outros.

Assim como no ano passado, cada dupla terá de fazer três pit stop obrigatórios de no mínimo seis minutos na primeira etapa. As equipes terão janelas de oito minutos para fazerem suas paradas em voltas pré-determinadas e informadas posteriormente no Regulamento Particular da Prova.

Assim como no campeonato de Sprint, cada equipe pode descartar um segmento na pontuação final. Dessa forma, um carro que tenha problemas no meio de uma prova pode seguir vivo na disputa do título até o fim.

A definição do grid é determinada pela média das melhores voltas de cada piloto nos qualis, de modo que prevalecem as duplas mais velozes independentemente de o piloto ser o mais rápido na sua sessão.

Outro traço característico dos principais eventos de longa duração do planeta está presente no evento: várias categorias simultaneamente batalhando na pista. São duas divisões distintas, cada uma com três subcategorias.

A Carrera Cup é destinada aos Porsche 911 GT3 Cup da geração 992, equipados com motor 4.0 litros e freios ABS. A classe Challenge usa os da versão anterior, 991-2. Cada uma se subdivide em geral – em que todos competem – Sport e Trophy. O enquadramento das tripulações nas classes Sport e Trophy é estabelecido pelo B.O.P. combinado de cada time.

Na abertura da Endurance Series no Estoril, em Portugal, e na segunda etapa, em Termas de Río Hondo, na Argentina, as provas terão 300 km ou 2h30 de duração, disputadas apenas por duplas. A corrida final, em Interlagos, terá extensão de 500 km e poderá ser disputada por duplas ou trios.

Lista de inscritos por ordem numérica*:

Carrera Cup

#1. Alceu Feldmann e Guilherme Salas
#3. Franco Giaffone e Cesar Ramos
#7. Miguel Paludo e Alan Hellmeister
#8. Werner Neugebauer e Rubens Barrichello
#9. Edu Guedes e TBC (R)
#14. Carlos Campos e Tony Kanaan (S)
#15. Leonardo Sanchez e Átila Abreu (R)
#25. Paulo Souza e Galid Osman (R)
#27. Josimar Junior e Sergio Ramalho (S)
#29. Rodrigo Mello e Thiago Camilo
#33. Bruno Campos e Nicolas Costa (R)
#56. Peter Ferter e Diego Nunes (S)
#70. Lucas Salles e Rafael Suzuki
#74. Piero Cifali e TBC (R)
#77. Francisco Horta e William Freire (S)
#80. Rouman Ziemkiewicz e Nelson Piquet Jr (S)
#84. Gustavo Farah e Raphael Abbate (R)
#85. Eduardo Menossi e Antonio Felix da Costa (S)
#88. Georgios Frangulis e Pedro Boesel (S)
#100. Sebá Malucelli e Marcos Gomes (R)
#111. Pipe Bartz e Dudu Barrichello
#139. Célio Brasil e Israel Salmen (R)
#199. Nelson Marcondes e Luiz Razia (S)
#544. Marçal Muller e Enzo Elias
#888. Lineu Pires e Beto Gresse (S)
#911. Leandro Martins e Dieter Svepes
(S) Sport / (R) Rookie

Sprint Challenge
#2. Luiz Souza e Bruno Bonifácio (S)
#17. André Gaidzinski e Wagner Pontes (R)
#19. Luiz Landi e Tom Filho (R)
#22. Caio Castro e Matheus Iorio
#23. Leonardo Herrmann e Vitor Baptista (S)
#38. Eric Santos e Gabriel Robe (R)
#44. Giuliano Bertuccelli e Pietro Rimbano (S)
#45. Paulo Totaro e Guga Lima (R)
#66. Sadak Leite e Fabio Carbone
#72. Antonella Bassani e Leticia Bufoni
#166. Miguel Caetano e João Posser
#83. Alceu Feldmann Neto e Gabriel Casagrande (R)
#808. Iago Garcia e Miguel Mariotti (S)
#999. Cláudio Reina e João Gonçalves (R)
(S) Sport / (R) Rookie

Sobre a Porsche Cup C6 Bank

Maior evento de GT da América Latina, a Porsche Cup C6 Bank realiza campeonatos no Brasil desde 2005. É a maior categoria monomarca e monogestão do País, mandando para a pista a cada evento cerca de 40 carros, rigorosamente idênticos.

Os modelos usados na categoria são o Porsche 911 GT3 Cup, das gerações 992, 991-2 e 991-1. É o carro de competição mais produzido e vendido no mundo, realizando corridas tanto em eventos-suporte de categorias como F1, 24H de Le Mans, IMSA etc, quanto em eventos proprietários.

No Brasil o campeonato tem nove etapas, sendo seis de sprint (com duas corridas de até 30 minutos cada) e três de endurance, com provas de 300 a 500 km nas quais os pilotos formam tripulações de duplas ou trios.

Anterior

Pikika edita ‘Tenho Que Pensar’

Sabrina Carpenter lança novo single, ‘Please Please Please”

Seguinte