FOCUSMSN | MUSIC & SPORT NEWS

GP Toyota 100 tem vitória soberana de Julio Campos no Velocitta

GP Toyota 100 tem vitória soberana de Julio Campos no Velocitta

|

Com casa cheia no Autódromo Velocitta, a Stock Car Pro Series completou neste domingo (30) a quinta etapa da temporada 2025. A corrida principal da rodada, chamada GP Toyota 100, entregou um grande espetáculo, com muitas disputas aguerridas por posição em vários pelotões, como tem sido frequente durante todo o campeonato.

E Julio Campos foi o grande destaque desta jornada com uma atuação irretocável. Depois de ter largado da posição de honra, o paranaense da Pole Motorsport liderou praticamente de ponta a ponta e venceu pela sexta vez na Stock Car, a primeira no ano. Destaque também para a dupla da Crown Racing, que colocou a Toyota no pódio: Enzo Elias cruzou a linha de chegada na segunda posição, enquanto Felipe Baptista marcou seu quarto top-3 no ano e manteve a liderança do campeonato.

Para Julio Campos, a conquista deste domingo foi marcante. Há quase quatro anos, em outubro de 2020, o piloto — hoje com 42 anos — triunfava pela quinta vez na categoria, tendo como palco o mesmo da vitória desta tarde, o Autódromo Velocitta, localizado em Mogi Guaçu, no interior paulista. Agora, o piloto do Chevrolet Cruze #4 voltou a escalar o topo e segue firme na luta pelo título e ocupa a terceira posição da tabela da temporada.

Atual campeão da Stock Car, Gabriel Casagrande (A.Mattheis Vogel) terminou a corrida deste domingo na quarta colocação depois de superar na raça Guilherme Salas, que finalizou a apenas 0s446 atrás do paranaense. Gaetano Di Mauro finalizou o domingo na sexta colocação e foi o Vivo Man of the Race da etapa — vencedor da sprint do último sábado, o atual piloto da Cavaleiro Sports e futuro integrante da Eurofarma RC marcou o maior número de pontos entre sábado e domingo: 110.

Com presença frequente no top-10, Bruno Baptista (RCM Motorsport) concluiu a corrida principal do Velocitta em sétimo lugar, à frente de Cesar Ramos (Ipiranga Racing). Depois de uma batalha que envolveu Dudu e Rubens Barrichello, Felipe Massa (TMG Racing) foi o nono colocado, à frente do jovem Eduardo, que segue entre os dez primeiros do campeonato.

Como foi a corrida — A prova que fechou a quinta etapa do campeonato começou com largada limpa, sem grandes incidentes. Quem enfrentou problemas, pela terceira vez em três corridas no Velocitta, foi o então líder Rafael Suzuki, que foi aos boxes e regressou à pista pouco depois. Julio Campos liderou no início da disputa, seguido por Enzo Elias e Gabriel Casagrande, o top-3 do grid em Mogi Guaçu.

Desde o princípio, a corrida foi marcada por ritmo muito forte e pela proximidade dos carros, muitos deles envolvidos em aguerridas batalhas por posição. Na frente, Julio Campos destoou e, com uma sequência de voltas rápidas, conseguiu abrir ligeira vantagem para Enzo Elias antes da abertura do box para a janela de pit-stops obrigatórios, na volta 7. Naquele momento, Casagrande era o terceiro, com Guilherme Salas em quarto e Cesar Ramos na quinta posição.

O que se viu a seguir foi um mix de estratégias: os pilotos que vinham mais atrás optaram por fazer seus pit-stops logo no início da janela, enquanto os ponteiros deixaram as respectivas paradas obrigatórias para a parte final do período.

O top-3 ficou inalterado depois da janela: Julio Campos voltou na frente, com vantagem bem considerável para Enzo Elias. Entretanto, o brasiliense voltou da sua parada muito pressionado por Gabriel Casagrande, em terceiro, e Guilherme Salas, quarto colocado. Na sequência vinha Bruno Baptista e Felipe Baptista, em uma batalha muito apertada pelo segundo lugar envolvendo cinco carros. Foi um dos pontos altos de toda a prova.

Ao mesmo tempo em que via Casagrande “crescer no retrovisor”, Enzo aumentou o ritmo para diminuir a diferença para Julio, que seguia na liderança, sem ser ameaçado. Uma bela briga tinha como protagonistas Guilherme Salas e Felipe Baptista, que fez ousada manobra de ultrapassagem na curva do Saca-Rolha e assumiu o quarto lugar. Imparável, Felipe repetiu a passada quando superou Casagrande na volta seguinte, subiu para terceiro e partiu pra cima do companheiro de equipe, Elias.

A reta final da corrida reservou grandes momentos, com disputas aguerridas e de peso envolvendo Felipe Massa, Dudu e Rubens Barrichello, e também entre Ricardo Zonta, Daniel Serra, Thiago Camilo e Gianluca Petecof. Por outro lado, Julio Campos teve uma jornada absolutamente soberana e, do início ao fim, controlou a corrida para voltar a vencer na Stock Car, sacramentando um grande fim de semana, assim como foi para a Crown Racing com seus pilotos Enzo Elias e Felipe Baptista no pódio do Velocitta.

A festa do pódio — Campos enalteceu a importância da sua vitória hoje, sobretudo para quem almeja buscar seu primeiro título na Stock Car.

“A ideia é sempre o campeonato, então temos de marcar frequentemente muitos pontos. Estou muito feliz por ter marcado a pole e a vitória. Feliz demais pela Pole Motorsport, por todos nós”, declarou o vencedor do dia, que também destacou o ímpeto da nova geração. Enzo Elias e Felipe Baptista têm, respectivamente, 22 e 21 anos, praticamente metade da idade de Julio. “É muito legal ver essa geração chegando com força total, mas vamos dar canseira neles até o fim. Se Deus quiser, vai ter muita disputa na pista, e vamos tentar ganhar esse campeonato”, complementou.

Enzo Elias ressaltou seu segundo pódio seguido em etapas, repetindo o segundo lugar obtido na corrida principal da etapa de Cascavel, em maio. O brasiliense ressaltou a luta para seguir na frente, mas comemorou o resultado obtido no Velocitta.

“Hoje foi difícil, como sempre vai ser aqui na Stock Car. Feliz com mais um pódio, em etapas seguidas. E acho que isso mostra nossa força, mostra o quão alinhados estamos. Vim num ritmo muito forte, os três, quatro primeiros, e saímos muito próximos dos boxes. Mas acho que a gente gerenciou muito bem, e estou feliz com a entrega. O final foi tenso também, mas deu certo, foi só alegria”, disse o piloto do Toyota Corolla #28.

Felipe Baptista foi um dos destaques da prova por conta das ousadas ultrapassagens e por ter escalado bem o grid para somar pontos muito importantes para o campeonato. “A meta foi concluída: a intenção nossa era sair daqui líder, e conseguimos fazer isso. Foram duas corridas muito boas na etapa. Hoje, fazer essa recuperação e sair de sétimo para terceiro foi ótimo. Muito feliz pelo resultado, e agora é ir para Goiânia e continuar com essa liderança”.

Baptista no topo — Com cinco etapas e dez corridas concluídas em 2024, o dono do Toyota Corolla #121 da Crown Racing tem agora 451 pontos. A vantagem para o vice-líder da tabela da temporada, Ricardo Zonta, é de 43 tentos — o paranaense soma 408, dois a mais que Julio Campos. Felipe Massa agora é o quarto, com 376, e Bruno Baptista subiu mais alguns degraus na classificação e tem agora 369.

Dudu Barrichello continua em boa posição no campeonato e tem agora 363 pontos, em sexto lugar. Em alta, Enzo Elias é mais um jovem bem colocado na tabela, em sétimo, com 338, seguido por Gabriel Casagrande, que neste domingo chegou a 331 pontos. Por outro lado, Rafael Suzuki enfrentou um fim de semana muito difícil e caiu de líder, na chegada ao Velocitta, para a nona colocação, com 329 tentos, um a mais que Guilherme Salas, o décimo.

A Stock Car se encaminha agora para fechar a primeira metade do campeonato. A sexta etapa da temporada 2024 será disputada entre 26 e 28 de julho no Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna, marcando o aniversário de 50 anos de uma das praças mais importantes do automobilismo nacional.

Stock Car Pro Series, temporada 2024
Etapa 5, Autódromo Velocitta
GP Toyota 100, corrida principal (domingo), resultado final

1º – Julio Campos (Pole Motorsport/Chevrolet Cruze), 33 voltas em 51min52s041
2º – Enzo Elias (Crown Racing/Toyota Corolla), a 1s862
3º – Felipe Baptista (Crown Racing/Toyota Corolla), a 2s579
4º – Gabriel Casagrande (A.Mattheis Vogel/Chevrolet Cruze), a 5s705
5º – Guilherme Salas (KTF Racing/Chevrolet Cruze), a 6s151
6º – Gaetano Di Mauro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), a 6s522
7º – Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla), a 12s343
8º – Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 13s671
9º – Felipe Massa (TMG Racing/Chevrolet Cruze), a 14s415
10º – Dudu Barrichello (Mobil Ale Full Time/Toyota Corolla), a 14s973
11º – Rubens Barrichello (Mobil Ale Full Time/Toyota Corolla), a 15s086
12º – Felipe Fraga (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), a 15s798
13º – Arthur Leist (Full Time Sports/Toyota Corolla), a 17s948
14º – Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla), a 19s804
15º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 20s187
16º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), a 21s694
17º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), a 22s641
18º – Gianluca Petecof (Full Time Sports/Toyota Corolla), a 23s089
19º – Nelson Piquet Jr. (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), a 24s062
20º – Lucas Foresti (A.Mattheis Vogel/Chevrolet Cruze), a 26s888
21º – Cacá Bueno (KTF Sports/Chevrolet Cruze), a 43s659
22º – Zezinho Muggiati (KTF Racing/Chevrolet Cruze), a 46s172
23º – Gabriel Robe (WOKIN Garra Racing/Chevrolet Cruze), a 52s599
24º – Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), a 53s230
25º – Vitor Baptista (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla),  1min04s189
26º – Lucas Kohl (WOKIN Garra Racing/Chevrolet Cruze), a 1min16s025
27º – Rafael Suzuki (TMG Racing/Chevrolet Cruze), a 2 voltas
28º – Átila Abreu (Pole Motorsport/Chevrolet Cruze), a 5 voltas

Não completou
Raphael Teixeira (RTX Racing/Chevrolet Cruze), a 10 voltas

Classificação do campeonato após cinco etapas*
1º – Felipe Baptista, 451 pontos
2º – Ricardo Zonta, 408
3º – Julio Campos, 406
4º – Felipe Massa, 376
5º – Bruno Baptista, 369
6º – Dudu Barrichello, 363
7º – Enzo Elias, 338
8º – Gabriel Casagrande, 331
9º – Rafael Suzuki, 329
10º – Guilherme Salas, 328
11º – Ricardo Maurício, 317
12º – Thiago Camilo, 301
13º – Felipe Fraga, 280
14º – Cesar Ramos, 275
15º – Rubens Barrichello, 266
16º – Átila Abreu, 255
17º – Gaetano Di Mauro, 253
18º – Daniel Serra, 245
19º – Lucas Foresti, 245
20º – Nelson Piquet Jr., 217
21º – Arthur Leist, 173
22º – Gianluca Petecof, 139
23º – Allam Khodair, 129
24º – Zezinho Muggiati, 114
25º – Cacá Bueno, 110
26º – Marcos Gomes, 94
27º – Vitor Baptista, 94
28º – Gabriel Robe, 93
29º – Lucas Kohl, 87
30º – Luan Lopes, 16
31º – Raphael Teixeira, 7

Anterior

Enzo Bedani e Erick Schotten terminam etapa com vitória em pista molhada no Velocitta

Sassôt traz êxitos ao Casino Estoril

Seguinte