Regata internacional, sustentável, realizou-se em Cascais

|

Teve lugar no passado fim-de-semana em Cascais a regata Mirpuri Foundation Sailing Trophy com a participação de 56 barcos.

Velejadores portugueses e internacionais de renome em 56 barcos à vela Offshore, estiveram presentes na Marina de Cascais para a primeira edição da regata Mirpuri Foundation Sailing Trophy que se disputou dias 27 e 28.06.

Organizada em parceria com o Clube Naval de Cascais, e com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, a Mirpuri Foundation Sailing Trophy, que decorre entre Cascais e Sesimbra, é uma regata sem plástico, sustentável, e também solidária: nesta primeira edição os custos de inscrição das equipas serão suportados pela Mirpuri Foundation e doados a programas de Conservação da Marinha.

Trata-se do primeiro grande evento desportivo em Portugal com controlo médico, incluindo o uso de testes de covid-19 de última geração que garantem que todos na organização e no mar estão em boas condições de saúde, servindo de exemplo na implementação de procedimentos para minimizar o risco de transmissão de doenças em desportos de competição.

O programa prevê a distinção dos vencedores no domingo, dia 28, com a atribuição de prémios de mais de €30.000 e com um prêmio máximo de € 16.000 para o primeiro lugar.

O Mirpuri Foundation Sailing Trophy pretende ser uma referência para os eventos de vela no mundo”, refere Paulo Mirpuri, Presidente da Fundação Mirpuri, que acrescenta: “Para 2020, a Mirpuri Foundation manteve a escolha da conservação marinha como um dos principais temas de trabalho, consciente da importância inegável da preservação dos mares e dos ecossistemas marinhos e da importância em sensibilizar as populações que os afetam para as diversas ameaças e consequências. Pretendemos consciencializar, mas também agir em defesa do ambiente e da Natureza.”

A equipa de vela Mirpuri Foundation Racing Team irá participar na regata com o seu barco VO65 ‘Racing for the Planet’, tripulado por conceituados velejadores internacionais e portugueses, incluindo o vencedor da Volvo Ocean Race 2017-18, Charles Caudrelier.

O skipper da Mirpuri Foundation Racing Team, Yoann Richomme, reuniu uma equipa de renome internacional para este evento especial, que em conjunto incluem 12 participações na mítica Volvo Ocean Race. A António Fontes, Boat Captain, Shore Team desta regata e aos velejadores portugueses Frederico Melo, Bernardo Freitas, que fizeram parte da equipa ‘Turn the Tide on Plastic’ da Fundação Mirpuri, na edição anterior da Volvo Ocean Race, juntam-se também os velejadores da Ocean Race, Jack Bouttell, da equipa vencedora da última edição, além de Willy Altadill, Nicolas Lunven e Emily Nagel.

Yoann Richomme, skipper da Fundação Mirpuri, refere: “Estou muito orgulhoso em fazer parte da equipa que criámos para este evento tão especial. Agradecemos à Fundação Mirpuri pelo apoio dado à comunidade de vela com a realização do Sailing Trophy, num período tão curto de tempo. Estamos muito satisfeitos em poder participar com o barco VO65 ‘Racing for the Planet’, e pessoalmente estou ansioso por voltar à água. Estão previstos prémios incríveis para esta regata, portanto a competição será certamente desafiante!”

A Fundação Mirpuri é uma organização sem fins lucrativos estabelecida em Portugal pelo empresário e filantropo Paulo Mirpuri. Criada com o propósito de criar um mundo melhor para as gerações futuras, a Fundação tem vindo a estabelecer parcerias com governos, empresas, comunidades e indivíduos de modo a apoiar projetos específicos nas áreas da conservação marinha e da vida selvagem, cultura, responsabilidade social, investigação na área da medicina e na área aeroespacial. Transversal a tudo o que a Fundação Mirpuri faz está sempre o seu elevado compromisso de sustentabilidade, pondo em prática diversas iniciativas no sentido de contribuir para um mundo melhor.

Regata Cascais – Sesimbra

O Mirpuri Foundation – Racing For The Planet foi o vencedor da primeira regata do Mirpuri Foundation Sailing Trophy, que ligou Cascais a Sesimbra. O VOR65 que tem a bordo Charles Caudrelier, que ganhou duas vezes a Volvo Ocean Race, e os olímpicos portugueses Frederico Pinheiro de Melo e Bernardo Freitas, superiorizou-se ao Green Eyes, de Paulo Mirpuri e ao Sisi – The Austrian Ocean Race Project, de Gerwin Jansen.

Condições quase perfeitas levaram a frota do Mirpuri Foundation Sailing Trophy a cumprir o percurso entre Cascais e Sesimbra. Tal como esperado, o Mirpuri Foundation – Racing For The Planet destacou-se e alcançou o triunfo: “Foi divertido. Tivemos um percurso mais longo mas as condições estavam espetaculares. A tripulação é nova mas tudo fluiu a bordo. Estamos bastante confiantes e, se não houver azares, penso que conseguiremos vencer o Troféu”, diz Bernardo Freitas.

Frederico Pinheiro de Melo partilha da mesma opinião: “Tivemos uma largada menos conseguida, mas depois tudo correu bem. Amanhã, como vai ser à bolina, os outros barcos podem conseguir estar mais próximos mas estamos com confiança”, afirma.

Nas restantes classes, em ORC A liderança para o Rational – German Kitchens, de Miguel Bunte Graça, seguido do Vertigo de Jorge Queiroga e do Porto Caro Dos, de Carlos Morgado.

O Elixir/D-Loft, de Luís Raposo Veríssimo, comanda em ORC B, com o Syone, de Nuno Neves e o Bamak, de Rodrigo Vargas-Zuñiga, nas segunda e terceira posições.

O Puki, de Carlos Bleck, é primeiro nos Clássicos, seguido do BBM, de Bernardino Moreira e do Sea Lion, de Manuel Champalimaud.

Em NHC, o líder é o Rational – German Kitchens, de Miguel Bunte Graça, o Vertigo, de Jorge Queiroga é segundo e o Elixir/D-Loft, de Luís Raposo Veríssimo, ocupa o terceiro lugar.~

A segunda e derradeira regatta do Mirpuri Foundation Sailing Trophy tem início às 11 horas da manhã de amanhã e liga Sesimbra a Cascais.

Regata Sesimbra – Cascais

O Mirpuri Foundation – Racing For The Planet venceu o Mirpuri Foundation Sailing Trophy, que hoje terminou em Cascais. O VOR65 foi o primeiro em tempo real em ambas as regatas costeiras e conquistou o troféu perpétuo concebido para o evento. A frota de 56 barcos cumpriu o percurso Sesimbra-Cascais. A prova teve a organização da Mirpuri Foundation e do Clube Naval de Cascais.

As condições de vento voltaram a roçar a perfeição para a segunda regata do Mirpuri Foundation Sailing Trophy que ligou Sesimbra a Cascais. O Mirpuri Foundation – Racing For The Planet confirmou o favoritismo e somou nova vitória: “Correu tudo bem. Fizemos uma boa largada e uma primeira bolina forte. Liderámos desde a primeira bóia e depois desfrutámos a trabalhar em equipa. Temos uma tripulação fantástica, não tivemos nenhum problema e estamos satisfeitos”, afirma Bernardo Freitas, um dos dois olímpicos nacionais, juntamente com Frederico Melo, que estão a bordo do Mirpuri Foundation – Racing For The Planet.

O segundo a cortar a linha em tempo real em Cascais foi o Green Eyes, de Paulo Mirpuri. António Fontes, que esteve na última edição da Volvo Ocean Race, é o skipper do Wally 105 e descreve como foi o Mirpuri Foundation Sailing Trophy: “Foi divertido. Hoje estávamos à espera de mais vento mas acabou por não acontecer.”

Nos VO65, o Mirpuri Foundation – Racing For The Planet, de Yoann Richomme foi o vencedor seguido do Sisi – The Austrian Ocean Race Project, de Gerwin Jansen.

Nas restantes classes, em ORC A triunfo do Rational – German Kitchens, de Miguel Bunte Graça, seguido do Super Açor Xis, de Gonçalo Vaz Botelho e do Pede Mar, de Rui Rijo Ferreira.

O Elixir/D-Loft, de Luís Raposo Veríssimo, foi primeiro em ORC B, com o Syone, de Nuno Neves e o Bamak, de Rodrigo Vargas-Zuñiga, nas segunda e terceira posições.

O Puki, de Carlos Bleck, venceu nos Clássicos, seguido do Sea Lion, de Manuel Champalimaud e do BBM, de Bernardino Moreira.

Em NHC, triunfo do Rational – German Kitchens, de Miguel Bunte Graça. O Malouane, de Vincent Labedan foi segundo e o Pede Mar, de Rui Rijo Ferreira ficou com o terceiro lugar.

Fotos Pedro MF Mestre/AMMAgazine.pt

Consulte as classificações

Anterior

Rock In Rio-Lisboa anuncia novidades para 2021

Brockhampton confirmam presença no Meco

Seguinte