Sociedades votaram com larga maioria nos projetos apresentados pela Direção da Liga Portugal

|

A Liga Portugal reuniu em Assembleia Geral Ordinária, ao abrigo do disposto na alínea a), do n.º 2, do artigo 38.º, da alínea a), do n.º1, do artigo 39.º, do n.º 1, do artigo 41.º e dos n.os 1 e 2, do artigo 42.º dos Estatutos da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (Estatutos) e em conformidade com as condições definidas pela Direção Geral de Saúde.

As Sociedades Desportivas que estiveram presentes no auditório João Aranha, na sede da Liga Portugal, aprovaram o Orçamento e o Plano de Atividades para a época 2020-21, apresentado pela Direção da Liga.

No que toca ao Orçamento, e apesar do forte impacto da Covid-19, que obrigou à paragem do futebol por um período de quase três meses, a Liga Portugal apresentou uma previsão de um resultado operacional positivo de mais de 1,15 milhões de euros para a temporada de 2019-20.

Segundo estas previsões, a Direção da Liga Portugal irá atingir os seus objetivos económicos e poderá chegar ao sexto ano consecutivo com resultados positivos – com média de 1,963 milhões de euros anuais – indo de encontro a um projeto sustentado em quatro pilares, compreendido entre 2015-2019: sustentabilidade, consolidação, desenvolvimento e maturidade. O facto de 2020 estar a ser afetado pela pandemia, o orçamento votado poderá ser alvo de retificação posterior, caso exista necessidade.

Já no Plano de Atividades, e em convergência com a linha apresentada para o quadriénio 2019-23, as áreas de maior aposta por parte da Liga Portugal serão o reforço nas novas tecnologias no Futebol Profissional, a formação contínua dos agentes desportivos e, na busca de novos ‘drivers’ de receita, a aposta na promoção das competições, na internacionalização da marca e engagement com os adeptos, sobretudo no meio digital.

Anterior

Disco de estreia de Ian, ‘Raivera’, é lançado a 21 de Agosto

“Tudo Bem” é o novo single de Mastiksoul

Seguinte

Deixe um comentário

%d bloggers like this: