Yala Fest, num ambiente informal música de qualidade, nos Anjos70

|

O evento decorreu nos Anjos 70, em Lisboa, e contou com a participação musical de Samuel Úria, Luís Severo, Benjamim, Nuno Rancho, Surma e LaBaq; dos DJ sets de Hélio Morais e de Elísio & Xico da Ladra. Antes houve intervenções de poetry slam e duas conversas abertas, com um artista palestiniano Nabil Al-Raee e Ricardo Esteves Ribeiro (Fumaça).

Num Anjos70, completamente cheio, em ambiente acústico, intimista e informal, os músicos interagiram com a plateia, contaram histórias, tiveram momentos hilariantes, num ambiente só possível devido a proximidade física entre o público e os artistas.

Um espetáculo que começou as 16h e se prolongou pela noite dentro, os lucros associados ao projecto Bukra, que está em fase de pós-produção, irão reverter para apoios e acções de intervenção social no campo de refugiados de Jenin.

Uma iniciativa meritória da Balolas Carvalho.

Anterior

Júlio Isidro, ‘ainda’ ao vivo e a cores

Alceu Valença ‘Valencianas II’ e a orquestra Ouro Preto, no Casino Estoril

Seguinte

Deixe um comentário

%d bloggers like this: