Tom Odell anuncia OSKA para a primeira parte do concerto no Coliseu de Lisboa

|

O multi-platinado cantor e compositor britânico, Tom Odell, que encerra a digressão Mundial em Portugal no Coliseu de Lisboa, a 11 de Outubro, anuncia OSKA para a primeira parte do espectáculo.

OSKA, oriunda da Áustria, começou a tocar em ruas e praças enquanto estudava canto de pop e de jazz. Em 2020, a artista lançou o seu primeiro EP Honeymoon Phase que foi muito bem recebido pela crítica. O seguimento deste projecto veio este ano com o lançamento do álbum de estreia, My World, My Love, Paris, composto por 12 músicas que veem OSKA tecer as histórias da sua família, vida e experiência de ser uma jovem em crescimento neste mundo. Com franqueza e charme, o seu autêntico eu, aparece em lirismo honesto e melodias ternas.

OSKA junta-se, assim a Tom Odell que após 3 álbuns de platina em território britânico, editou em 2021 o seu quarto álbum de originais monsters, um trabalho mais intimista em que expõe os seus sentimentos sobre tudo, desde a ansiedade ao capitalismo, da masculinidade tóxica à política. «Eu ponho a minha mão por cima da chama, para ver se ainda sinto alguma dor», canta Tom Odell antes que as assustadoras e ofegantes camadas de batidas electrónicas cubram a música com uma esmagadora melancolia.

Num concerto onde irá apresentar o novo álbum, monsters, fica também a certeza de que irá haver espaço para revisitar alguns dos maiores êxitos do passado como Another LoveCan’t PretendI Know, entre muitos outros.

Anterior

Sevilha leva a Taça perante um Sporting com os violinos desafinados

Animação musical no final de Julho no Casino Lisboa

Seguinte