Break Machine, com o hit ‘Street Dance’, trouxeram a onda do Break Dance a Portugal

|

Os Break Machine, liderados por Keith Rodgers, que era músico e apresentador de um programa de rádio de rap na estação WHBI 105.9 de Nova Iorque, editaram em 1983, o single ‘Street Dance’ o primeiro sucesso comercial do grupo e logo em seguida ‘Break Dance Party’.

O Break Dance é um estilo de música de rua, originária dos bairros afro-americanos e latinos de Nova Iorque na década de 70 e se prolongou durante a decada de 80, concorrendo com o rap de origem jamaicana.

Break Machine, contra capa do single ‘Street Dance’

Esta dança exigia muita flexibilidade, só ao alcance de verdadeiros atletas, era feita na rua ao som do hip hop, do funk ou do breakbeat em rádios portáteis. Diferente do rap em que qualquer um poderia cantar e dançar.

Em Portugal pós revolução, com a abertura do país a outros mercados e influências musicais o Break Dance teve muita aderencia nos jovens africanos retornados das ex-colónias. Foi o inicio da era do rádio com leitor de cassettes, de enormes dimensões, ao ombro encostado à cabeça ou na mão, alcunhado de ‘tijolo’, que levava a música para todo lado.

Apesar de um percurso pouco duradouro em Portugal, pois nos EUA este tipo de música estava a perder espaço para o rap, o Break Dance marcou uma época de irreverência, de descobertas e evolução no modo como passamos a estar ligados à música, quer fosse através dos ‘tijolos’ ou dos walkman que tiveram o seu ‘boom’ comercial nesta altura.

Para recordar os dois videoclipes de sucesso dos Break Machine, um dos grupos de Break Dance que mais fama tiveram em Portugal, com as músicas ‘Street Dance’ e ‘Break Dance Party’.

Anterior

Jafumega, 40 anos depois de ‘Dá-me Lume’, continuam actuais e com jovialidade

Maria João abre o ciclo drive-in na Fábrica Braço de Prata

Seguinte

Deixe um comentário

%d bloggers like this: