Os dinamarqueses Volbet em Lisboa para apresentar o álbum ‘Servant Of The Mind’

|

Na sequência da edição do muito aplaudido «Servant Of The Mind», lançado em Dezembro de 2021 numa cooperação entre a Vertigo, a Republic e a Universal Music, os dinamarqueses VOLBEAT acabam de anunciar o muito aguardado regresso à estrada, para uma digressão pela Europa durante o Outono deste ano. Após terem assegurado a primeira parte dos dois espetáculos que os Metallica deram em Lisboa em 2010 e a estreia em nome próprio há quatro anos no Coliseu dos Recreios, os quatro músicos liderados pelo carismático Michael Poulsen regressam agora à capital para uma data única, marcada para 14 de Novembro, na Sala Tejo, da Altice Arena, em Lisboa. A primeira parte do concerto fica a cargo dos galeses SKINDRED e dos norte-americanos BAD WOLVES.

Formados em Outubro de 2001 por Michael Poulsen, os VOLBEAT transformaram-se numa força dominante não só na cena metaleira dinamarquesa, mas também no rock mais generalista, à força de uma sequência de lançamentos de singles e álbuns de sucesso. Fundindo o peso do metal com o balanço orelhudo do rock’n’roll, o quarteto – atualmente formado por Poulsen na voz e guitarra, Rob Caggiano na guitarra, Jon Larsen na bateria e Kaspar Boye Larsen no baixo – atirou-se de cabeça a um rigoroso esquema de trabalho e, logo com os primeiros álbuns, «The Strength/The Sound/The Songs» e «Rock The Rebel/Metal The Devil», de 2005 e 2007, respetivamente, começou a subir às tabelas de vendas no seu país natal, a receber prémios da indústria, a tocar em festivais como Roskilde e a partilhar palcos com gigantes como Metallica e Megadeth. Desde então não mais pararam de crescer, apoiados em atuações incendiárias e numa discografia – «Guitar Gangsters & Cadillac Blood», «Beyond Hell/Above Heaven», «Outlaw Gentlemen & Shady Ladies», «Seal The Deal & Let’s Boogie», «Rewind, Replay, Rebound» e o mais recente «Servant Of The Mind» – irepreensível.

Para ajudar a uma noite de grande festa, os VOLBEAT não regressam a Lisboa sozinhos fazendo-se acompanhar por outros dois nomes sonantes do cenário rock contemporâneo, e que trazem também álbuns novos na bagagem. Formados a partir das cinzas dos lendários Dubwar, os galeses SKINDRED são já veteranos da cena underground e, durante as últimas duas décadas, estabeleceram-se como um dos projetos mais inovadores e revolucionários de que há memória no espectro da música pesada que não se verga a rótulos. «Big Tings», o oitavo longa-duração da banda liderada por Benji Webbe, é o mais recente exemplo da vitalidade de um projeto que, apesar de fortemente enraizado nas regras do metal alternativo, sempre soube como subverter o paradigma do género à força de muito groove, toneladas de riffs memoráveis, batidas dançáveis e refrões pegajosos.

Dois anos – e uma inesperada troca de vocalista – depois do muito aplaudido «N.A.T.I.O.N.», que lhes valeu lugar de grande destaque na tabela da Billboard, os BAD WOLVES – que incluem atuais e ex-elementos dos DevilDriver, God Forbid e In This Moment – voltaram à carga com o seu terceiro disco, intitulado «Dear Monsters», em 2021. O álbum afirmou-se rapidamente como o registo mais ambicioso destes músicos até à data, misturando enormes ganchos orelhudos com a força impiedosa dos metais pesados.

Os bilhetes para o concerto custam 28€ e estão à venda a partir de 28 de Junho em regime pré-venda no fanclub da banda e no dia seguinte em pré-venda Spotify. A venda geral terá início na sexta-feira, 01 de Julho.

Anterior

Neopop Festival anuncia programação

Zara Tejo apresenta o novo álbum no Lounge do Casino Estoril

Seguinte