“Ucrânia Livre”, AMR canta em homenagem e apoio à Ucrânia

|

AMR sensível ao momento que atravessa a Ucrânia, aos problemas humanitários que uma guerra sempre traz, além da ingerência política num país independente, escreveu e compôs uma canção dedicada ao país de leste que nos ajuda a reflectir.

“Há 30 anos, reagi à estupidez de uma guerra fratricida, que destruiu os corações e revolveu as cidades dos Balcãs: eram vizinhos contra vizinhos num genocídio étnico-religioso que nos trazia o Holocausto de volta: Sarajevo (verão de 92) foi a canção que escrevi. 

A ideia tomou a minha consciência quando Portugal, e outros países europeus, receberam os órfãos que uma ponte aérea ia retirando da Jugoslávia. 

Trinta anos passados, a besta regressou à Europa com o seu cortejo de artefactos bélicos, discursos enviesados e semântica burlesca para consumo da idiotia. Para justificar o inaudito, há quem reconfigure ideologias e razões geoestratégicas. Patético, excepto para os refugiados, mulheres e crianças a chorar (outra vez) na TV, porque os homens ficam para defender a sua pátria, a casa de um povo. 

Ucrânia Livre é o meu contributo para minimizar o esforço de todos (os direitos de autor da canção serão entregues para auxílio aos refugiados), para que o Mundo Livre não esqueça que a pata cardada não pode esmagar o desígnio de um povo. 
Que a canção desperte o melhor que o ser humano tem: solidariedade, amor fraterno, equilíbrio, paz.” 

AMR/Mar2022

Os UHF lançam hoje “Ucrânia Livre” um tema em homenagem à Ucrânia, demonstrando a solidariedade dos portugueses e artistas nacionais para com o povo ucraniano, que neste momento atravessa aquele que é um dos momentos mais obscuros e incertos dos últimos 80 anos na Europa.

“Ucrânia Livre” é uma readaptação do tema “Sarajevo (Verão de 92)”, uma canção de intervenção social, que retrata a barbaridade da guerra que renasceu na Europa em 1992. Transmitido em direto pela televisão, o conflito revelava a luta pela independência das repúblicas que formavam a Federação da Jugoslávia. 
Este trabalho foi expressamente produzido para o contingente militar português que integrou a operação “Missão de Paz” na Bósnia. 

Os UHF trazem-nos uma forte mensagem de apoio, deixando claro que a Paz prevalecerá sobre o caos. Os fundos obtidos com a canção revertem para as ações de apoio à Ucrânia.

Anterior

Esteves antecipa o single ‘Floresta’ do álbum ‘O Alpinista’ a lançar em Abril

Gusttavo Lima chegou, cantou e arrebatou o público

Seguinte